Quem Somos Como Funciona Perguntas Frequentes Inscrição Blog
Edital e Matrizes

Variações Linguísticas

14 de novembro de 2018 Publicado por Admin

Compartilhe essa noticia:

 

 

 

 

Olá, pessoas, tudo bem?

O que vocês notam no quadrinho acima? Vocês conhecem a fruta que os personagens estão segurando? Como ela se chama na cidade de vocês?

Não, o assunto de hoje não é sobre frutas, pomar, feira… Falaremos sobre a variação linguística. Vamos lá?

 

A língua portuguesa encontra-se em constante alteração, evolução e atualização, não sendo um sistema estático e fechado. O uso faz a regra e os falantes usam a língua de modo a suprir suas necessidades comunicativas, adaptando-a conforme suas intenções e necessidades.

Sendo uma sociedade complexa, formada por diferentes grupos sociais, com diferentes hábitos linguísticos e diferentes graus de escolarização, ocorrem variações na língua, principalmente de caráter local, temporal e social.

Nem todas as variações linguísticas usufruem do mesmo prestígio, sendo algumas consideradas menos cultas. Contudo, todas as variações devem ser encaradas como fator de enriquecimento e cultura e não como erros ou desvios.

 

Tipos de variação

As variações linguísticas ocorrem principalmente nos âmbitos geográficos, temporais e sociais.

Variações regionais (diatópicas ou geográficas)

São variações que ocorrem de acordo com o local onde vivem os falantes, sofrendo sua influência. Este tipo de variação ocorre porque diferentes regiões têm diferentes culturas, com diferentes hábitos, modos e tradições, estabelecendo assim diferentes estruturas linguísticas.

 

Exemplos de variações regionais:

Diferentes palavras para os mesmos conceitos;

Diferentes sotaques, dialetos e falares;

Reduções de palavras ou perdas de fonemas.

 

Variações históricas (diacrônicas)

São variações que ocorrem de acordo com as diferentes épocas vividas pelos falantes, sendo possível distinguir o português arcaico do português moderno, bem como diversas palavras que ficam em desuso.

 

Exemplos de variações históricas:

Expressões que caíram em desuso;

Grafemas que caíram em desuso;

Vocabulário típico de uma determinada faixa etária.

 

Variações sociais (diastráticas)

São variações que ocorrem de acordo com os hábitos e cultura de diferentes grupos sociais. Este tipo de variação ocorre porque diferentes grupos sociais possuem diferentes conhecimentos, modos de atuação e sistemas de comunicação.

 

Exemplos de variações sociais:

 

Gírias próprias de um grupo com interesse comum, como os skatistas.

Jargões próprios de um grupo profissional, como os policiais.

 

Variações situacionais (diafásicas)

São variações que ocorrem de acordo com o contexto ou situação em que decorre o processo comunicativo. Há momentos em que é utilizado um registro formal e outros em que é utilizado um registro informal.

 

Exemplos de variações situacionais:

 

Linguagem formal, considerada mais prestigiada e culta, usada quando não há familiaridade entre os interlocutores da comunicação ou em situações que requerem uma maior seriedade.

Linguagem informal, considerada menos prestigiada e culta, usada quando há familiaridade entre os interlocutores da comunicação ou em situações descontraídas.

 

Agora que já sabemos que há diversos falares dentro de uma mesma língua e que a linguagem de cada um é a sua bagagem cultural e social, podemos compreender melhor e respeitar a maneira de falar do próximo. A função social da linguagem é a comunicação, se podemos entender, podemos aprender.

 

Para saber mais: https://pedagogiaaopedaletra.com/variacao-linguistica-preconceito-linguistico/

 

Por hoje é só, aguardo vocês no próximo post.

 

 

Abraços!